Segundo dia do Festival de Inverno teve pagode no show do Rappa e sucessos de 1980


Por Maiana Belo e Marcelo Lopes – G1 Bahia

Fotos: Laécio Lacerda – G1 Bahia
Os sucessos da Blitz, de Frejat e o ritmo frenético do Rappa animaram o público no segundo dia do Festival de Inverno Bahia, que acontece pela 11ª edição em Vitória da Conquista até o domingo (30). O Gshow elenca os melhores momentos! Veja abaixo!

A Blitz

Com uma uma mistura de música, performance e irreverência, a banda abriu a noite de shows da festa. Um dos ícones da atitude juvenil dos anos 1980, com seu rock leve e repleto de histórias de amor e aventuras, a banda lançou gírias e estilos, influenciando até mesmo programas de TV de sucesso como a Armação Ilimitada (1985/1988). O grupo nasceu sob as tendas do Circo Voador, no Rio de Janeiro. Neste sábado (29), o cantor e ator Evandro Mesquita e sua trupe relembraram clássicos como “Weekend” (primeira música da noite), “Você Não Soube me Amar”, e “Betty Frígida”. Durante todo o show, a formação atual da banda (juntos há dez anos) preencheu o imaginário do público com os personagens e as situações engraçadas de suas músicas, numa multi-linguagem misturada a esquetes teatrais e muita diversão no palco. Quem não se lembra de Arlindo Orlando, o caminhoneiro da pequena e pacata cidade de Miracema do Norte? Em uma hora e vinte minutos de show, o público também pôde acompanhar com a Blitz canções de Bob Marley, Paralamas do Sucesso, Titãs e Raul Seixas. Evandro Mesquita afirmou que “música boa não tem prazo de validade”. Parece que a premissa vale também para a maioria dos integrantes originais da banda, jovens senhores na casa do sessenta demonstrando no palco uma vitalidade criativa de validade estendida.

Frejat

Assim como a Blitz, o cantor é da geração do rock anos 80. Líder do Barão Vermelho, parceiro de Cazuza, contemporâneo do RPM – que faz sua estreia no Festival de Inverno Bahia neste domingo (30) -, o cantor, guitarrista e letrista assumiu os microfones do palco principal na segunda noite da festa referenciando o som baiano de “Divino, Maravilhoso” e “Você Não Entende Nada”, de Caetano Veloso. Pela  terceira vez no FIB, Frejat trouxe para o público o show “O Amor É Quente”, com músicas dançantes, novas composições intercaladas com clássicos do seu repertório e músicas de outros compositores com os quais o artista sempre se afinou, como Jorge Benjor, Tim Maia, Mutantes e do próprio Caetano. Junto com o público, Frejat refez sua memória musical e momentos divertidos da sua vida de cantor. Fazendo um tour por versões roqueiras de canções marcantes da MPB, como “Dinheiro” e “A Minha Menina”, Frejat expandiu o conceito do seu último trabalho “A Tal da Felicidade”, apresentado na sétima edição do Festival. Seu novo trabalho o estreou no Palco Mundo do Rock In Rio de 2013 e, desde então, ganhou o país. No Festival de Inverno Bahia, as canções do roqueiro e suas novas interpretações deram lugar aos acordes dissonantes, sem perder a ternura. Como não poderia deixar de ser, sobraram músicas do Barão Vermelho, com ou sem a fase Cazuza, mostrando a longevidade de trabalhos que ainda hoje embalam ou balançam as histórias de muita gente.  Para o casal Gilvan e Manuelle, a música “Por Você” representa o principal, “o desejo necessário para todo casal”. A noite de encontros ainda contou com a parceria entre Frejat e Rafael, filho do cantor, estendendo para outras gerações, mais do que canções, o talento partilhado pelo amor à música. Ao final do show, uma seleção de clássicos do Barão Vermelho fechou a segunda apresentação da noite do Festival de Inverno Bahia.

O Rappa

A banda foi a última atração do segundo dia de festa. Com o ritmo eletrizante, O Rappa esquentou o Parque de Exposições de Vitória da Conquista, onde acontece o festival. A banda é conhecida pelas letras fortes, de cunho social, cercadas de poesia e imagens representativas do cenário urbano brasileiro. Legítima herdeira da pegada rock da música nacional, seus ritmos incorporam o samba, rap, o reggae e a MPB. Alguns de seus refrões, cantados à capela pela plateia, como “Valeu a pena, valeu a pena”, foram só alguns dos lindos momentos da interação entre a banda e o público do último show da segunda noite do FIB 2015. Na batida pesada e grave d’O Rappa não faltaram sucessos como “Pescador de Ilusões”, “A Feira” e “Me Deixa”, ritmando a pista, os camarotes e mesmo quem estivesse mais afastado do palco principal. Contagiada do início ao fim, a onda humana de mãos balançando para a cima,  mais uma vez foi a marca da banda no FIB. Na apresentação, o cantor ainda fez homenagens. “Paulinho Camafeu, tem todo meu respeito”, se retratando do cantor e compositor baiano. Após o comentário, Falcão cantou “Que Bloco é Esse?”. Luiz Gonzaga também foi reverenciado durante a apresentação. O vocalista citou ainda Igor Kannário, e colocou uma música do cantor de pagode baiano durante o show.

Humberto Gessinger, Ana Carolina e Ivete animam com mistura de ritmos o 1º dia de Festival de Inverno


Por Maiana Belo e Marcelo Lopes – G1 Bahia


O rock de Humberto Gessinger, o MPB romântico de Ana Carolina e o axé elétrico de Ivete Sangalo envolveram o público da primeira noite do Festival de Inverno Bahia, que acontece pela 11ª edição em Vitória da Conquista até o domingo (30). O Gshow elenca os melhores momentos! Veja abaixo!

Humberto Gessinger (Foto: Laécio Lacerda)
Humberto Gessinger

Numa mistura de novas e antigas composições, Humberto Gessinger abriu abriu o Festival. O cantor e compositor, um dos ícones do rock nacional e um dos maiores nomes da música gaúcha, começou o show com o hit “Até o Fim”. Gessinger trouxe para o público do festival, o mais novo trabalho, o “InSULar ao vivo”, que comemora 30 anos de carreira do cantor. Pela terceira vez no FIB, o eterno líder dos Engenheiros do Hawaii embalou o público ao som de músicas inéditas como “Surfando Karmas & DNA” e sucessos irresistíveis que fizeram o público do festival levantar a voz. “Toda Forma de Poder”, “Infinita Highway” e outras canções uniram diferentes gerações de fãs num coro de músicas que são parte obrigatória do pop brasileiro.

Ana Carolina 

A segunda atração da noite foi a cantora Ana Carolina. Com o show da turnê “Sucessos”, a cantora alternou temas românticos e versões dançantes, mantendo a energia alta do início ao fim. A ideia do show surgiu depois de uma excursão, em 2012, por cidades dos EUA e apresentações lotadas. O repertório conta com uma seleção dos principais hits da carreira. E é com esse projeto que a artista se apresenta pela segunda vez no FIB.

Ana Carolina no Festival de Inverno (Foto: Laécio Lacerda)
Uma das maiores intérpretes da sua geração, a cantora abriu espaço não apenas para suas composições, mas também para clássicos de outros artistas, como as duas lindas versões de “Meu Bem”, de Belchior, e “Eu Sei que vou te Amar”, de Vinícius de Moraes. Durante o show de Ana Carolina, não faltaram casais apaixonados nos quanto cantos do Parque de Exposições embalados por sucessos como “Quem de Nós Dois” e “É isso aí”. Muitas de suas músicas são resultados de parcerias com outros grandes compositores: Seu Jorge, Luiz Melodia, Gilberto Gil e Guinga, entre outros artistas. O repertório da noite transitou pela poesia, o samba, a batida ritmada do pop e uma boa dose de um estilo que só pode ser definido por pelo seu próprio nome. Ana Carolina, que com a turnê “Sucessos” comemora 15 anos de carreira, trouxe para o palco principal do FIB um show de tirar o fôlego.

Ivete Sangalo

Já Ivete Sangalo, que fechou os shows do festival, chegou colocando todo mundo para dançar com um vestido dourado e muito brilho. Com muita irreverência, a cantora disse: “O nome é Festival de Inverno, mas isso aqui vai pegar fogo”, e embalou o som de “Na base do beijo”. O festival entrou em clima de carnaval ao Ivete cantar músicas como “Dançando”, “Tiete”, “Chupa Toda”, “Pra frente”. Ivete também relembrou clássicos do axé como “Faraó”, “Doce Obsessão” e “Beleza Rara”.

Ivete Sangalo no Festival de Inverno (Foto: Laécio Lacerda)
A artista já havia prometido afugentar o frio conquistense sem dó nem piedade, e bastou ver a cantora sob os holofotes para entender que isso não era nenhuma metáfora. Como bem disse assim que assumiu o microfone: “o Festival é de Inverno, mas aqui comigo, o clima vai é pegar fogo!”. O carisma de Ivete é proporcional ao carinho com seu público numa relação declaradamente passional. Em menos de vinte minutos de show a cantora já havia feito um verdadeiro desfile de muitos dos seus sucessos, que não deixou ninguém parado: “Festa”, “Poeira”, “Não quero Dinheiro”. Entre uma e outra música, meio segundo de fôlego. Ivete relembrou clássicos do axé como “Faraó”, “Doce Obsessão”, “Beleza Rara” e “Eva”. Em vinte e dois anos de carreira Ivete Sangalo contabiliza mais de 300 canções (sem contar as participações especiais). Já vendeu mais de 15 milhões de cópias, ganhou três Grammys Latino e recebeu mais de 150 prêmios nacionais. No encerramento do show, Ivete declara que é para os fãs que a cantora dedica cada um dos seus anos de artista.



Empregado doméstico demitido sem justa causa já pode pedir seguro-desemprego

Foto: Agência Brasil
A resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) que regulamenta a concessão do seguro-desemprego ao empregado doméstico dispensado sem justa causa foi publicada na edição desta sexta-feira (28) do Diário Oficial da União. O benefício pago será de um salário mínimo por, no máximo, três meses. Para ter direito ao benefício, o empregado doméstico precisa ter trabalhado pelo menos 15 meses nos últimos 24 meses. O acesso ao benefício já consta em lei complementar e, com a publicação da resolução, os trabalhadores domésticos já podem requerê-lo. O empregado que for demitido por justa causa não terá acesso ao benefício. Segundo a Agência Brasil, o requerimento precisa ser apresentado às unidades de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego ou aos órgãos autorizados, no prazo de 7 a 90 dias contados da data da dispensa. É preciso levar a carteira de trabalho, termo de rescisão do contrato de trabalho atestando a dispensa sem justa causa, declaração de que não recebe benefício de prestação continuada e declaração de que não tem renda suficiente para manter a família.

Venha conhecer as delicias da Bruboi Churrascaria ou se preferir, ligue 77 3441-1665 e peça o seu marmitex!



Qualidade, ambiente diferenciado e sabores irresistíveis da melhor culinária da cidade, na Churrascaria Bruboi, na Avenida Centenário – Saída para Caetité, próximo da Rodoviária em Brumado. Rodízio, saladas, comida a quilo, prato executivo, churrasco, marmitex e muito mais. O restaurante conta com espaço amplo, equipe de profissionais capacitados, qualificados e atendimento nota dez, sempre supervisionado pelo casal proprietário, que visa sempre o bem estar dos clientes. Visite e se surpreenda com os sabores irresistíveis da Bruboi Churrascaria ou se preferir, ligue 77 3441-1665 e peça o seu marmitex no conforto de sua residência.



Venha saborear o melhor churrasco da cidade!


O ambiente dispões também de parque infantil para alegria da criançada e bem estar dos pais. 




Consumo das famílias tem maior queda desde 1997


O consumo das famílias no Produto Interno Bruto (PIB) dos segundo trimestres (abril, maio e junho) de 2015 apresentou a maior queda desde 1997 em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo informações da Agência Brasil, a redução foi de 2,7% em comparação com 2014, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando a série histórica, que teve início em 1996, o resultado só não foi pior do que o do quarto trimestre de 1997. O IBGE aponta que a queda foi pressionada pelo crescimento do crédito abaixo da inflação e  pela própria inflação. "Essa conjuntura fez com que o consumo das famílias caísse, em especial na parte dos bens duráveis", analisou a coordenadora de contas nacionais do IBGE, Rebeca de La Rocque Palis. Influenciadas pela redução da demanda interna, as importações caíram 11,7% no período, assim como o câmbio, que desvalorizou 38% entre o segundo trimestre do ano anterior e o mesmo intervalo neste ano. Em relação às importações, os produtos que mais pesaram no resultado foram os veículos automotores, os equipamentos eletrônicos, as máquinas e equipamentos e as viagens e transportes. As exportações sofreram elevação impulsionadas pelos setores de petróleo e carvão, siderurgia, metalurgia e veículos automotores.

Ivete é destaque na primeira noite de Festival de Inverno


A primeira noite de Festival de Inverno Bahia ficou marcado mesmo pela passagem de Ivete Sangalo no palco. Com carisma e irreverencia ela encantou a todos. O publico esteve sempre presente cantando os grandes  sucessos da cantora, que disse ter pedido a Deus para estar no Festival. 

Ana Carolina se apresenta no FIB 2015


Se apresenta neste momento no palco do Festival de Inverno, 2015 a cantora Ana Carolina. O show dela era esperado por muitos fãs que foram a loucura logo que a cantora subiu ao palco. A grande expectativa é para a apresentação de Ivete Sangalo. 

Os Gargantas de Ouro se apresentarão no dia 11 de setembro em Malhada de Pedras


Os Gargantas de Ouro se apresentarão no dia 11 de setembro, na Praça da Bandeira a partir das 22 horas, em Malhada de Pedras. O evento contará ainda com o show de Fan Estourado. ingressos disponíveis em Malhada de Pedras no Point do Açaí e em Tiazinha Distribuidora, em Brumado. Maiores informações - 077 8828 1800 (WhatsApp)


Educação nos presídios da Bahia fortalece ações de reinserção social


Vigilância, cercas elétricas e muros bem altos dão as dimensões do universo de um detento em uma penitenciária. Todo cuidado é tomado para distanciar os internos da sociedade, como forma de garantir a segurança. Na Penitenciária Lemos Brito (PLB), em Salvador, além de todos esses cuidados, a lógica da reclusão anda lado a lado com o objetivo da reinserção social. Cadeados e grades têm sido abertos diariamente para que a educação possa entrar e proporcionar transformações para as 1345 pessoas (60% delas com idade abaixo de 30 anos) que perderam a liberdade por um erro no passado. De segunda a sexta-feira, sempre nos três turnos, professores da rede estadual de ensino ministram aulas para os presos no local e, indiretamente, oferecem oportunidade para quem deseja levar uma nova vida. A cada 12 horas de estudo, o detento reduz um dia da pena. “O interno vai cumprir pena e um dia vai voltar à sociedade e precisa estar regenerado. A unidade prisional tem como objetivo trabalhar esse preso para que ele se recupere e se capacite para ficar apto a conviver com outras pessoas em liberdade. A educação é uma forma de dar ferramentas para a pessoa ter uma vida normal quando deixar a prisão”, explicou o diretor da Penitenciária Lemos Brito, Everaldo Jesus de Carvalho. Os encontros contemplam a educação básica e profissional por meio de programas como o Todos Pela Alfabetização (TOPA), Ensino de Jovens e Adultos (EJA), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e o QualificaBahia. As aulas, que também acontecem nas outras 22 unidades prisionais espalhadas pelo território baiano, contribuíram para a preparação dos 634 presos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no final do ano passado. Do total, 62 internos foram aprovados, sendo quatro da PLB, que teve 36 inscritos no Enem. A experiência de transmitir conteúdo para os detentos fez com que professores, como Hermano Hoisel, passassem a enxergar a vida de uma nova maneira. O educador ensina sociologia na Lemos Brito há pouco mais de um ano, no turno vespertino. “Esse tipo de experiência me fez desfazer alguns preconceitos. Passei a enxergar essas pessoas como estudantes e não como criminosos”, pontuou.

Secretaria da Educação do Estado divulga resultado de processo seletivo para professores‏


O resultado final, por ordem de classificação, do processo seletivo simplificado para contratação de professores da rede estadual de ensino, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), foi publicado pela Secretaria da Educação do Estado na edição da última quinta-feira (27) do Diário Oficial. As provas foram realizadas no dia 26 de julho para mais de 30 mil candidatos. A lista com o nome dos aprovados está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). A secretaria oferece 6.145 vagas, sendo 4.616 para a Educação Básica, 1.282 para a Educação Profissional e 247 para a Educação Indígena. Das vagas disponíveis, 30% são reservadas a candidatos negros e 5% a pessoas com deficiência. A seleção Reda para professores foi anunciada pelo governador Rui Costa no mês de maio e é mais uma ação do programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação.  Segundo o secretário Osvaldo Barreto, “os professores aprovados na seleção têm formações específicas, o que vai contribuir para a melhoria da qualidade da educação nas escolas da rede estadual”. Ele ressaltou ainda que a Educação é a prioridade do Governo da Bahia.